Não era só um “gostar”, mas também não era um “amar”, era algo entre eles, não sei explicar, o estômago esfriava, batia um calafrio, um arrepio na espinha. E aquela tal frase, “Sentia borboletas voarem no seu estômago”. Era real, eu as sentia mesmo, e não queria saber o que era, sei que era bom.
Outono 
Você pensou que ele era diferente. Aliás, tem pensado que muita gente é diferente nos últimos tempos. Não há tanta gente diferente assim.
Gabito Nunes 
Não me ensinaram a ser melhor, eu aprendi. Não me ensinaram que era bom acordar cedo, eu aprendi. Não me ensinaram qual era a dor de levar um choque, eu aprendi. Não me ensinaram o gosto das coisas, eu aprendi. Não me ensinaram a perder o medo do escuro, eu aprendi. Não me ensinaram a escrever, eu aprendi. Não me ensinaram a respirar, eu aprendi. Alguém sempre esteve ali para me auxiliar, mas fui eu quem aprendi com as dicas, assim como não me ensinaram que amar doía, eu aprendi, nunca mais esqueci, mas gostei de repetir esse erro.
O pequeno sonhador.
Sabe qual é o meu problema? Eu me apego rápido demais, não só nas pessoas mais em tudo.
Antonio Neto.  
As pessoas tem mania de querer ouvir como resposta as coisas que elas acham que é o certo pra elas.
Zé Henrique J.
É que tipo, ela tá ali e tal, na sua frente, não foi lá por quê? Tá esperando ela ir embora? Tá querendo perder essa oportunidade? Quantas vezes vocês já se encontraram? Mais de cem? Tudo bem, parei com as perguntas, mas a questão é que ela, a tal da felicidade, não vai esperar por você para sempre, agarre-a, antes que alguém a roube de você.
Fred Medeiros
Aprendi que o artista não vê apenas. Ele tem visões. A visão vem acompanhada de loucuras, de coisinhas à toa, de fantasias, de peraltagens. Eu vejo pouco. Uso mais ter visões. Nas visões vêm as imagens, todas as transfigurações. O poeta humaniza as coisas, o tempo, o vento. As coisas, como estão no mundo, de tanto vê-las nos dão tédio. Temos que arrumar novos comportamentos para as coisas. E a visão nos socorre desse mesmal.
Manoel de Barros.
Que nada foi em vão. Foi tudo por você.
Onze:20
Volta e deita juntinho, peça um café ou cafuné, cantarola uma do Nando ou Caetano, me olhe com ternura e diga que gosta de ficar.
Acaricia.